Projeto combate o desperdício e alimenta famílias em vulnerabilidade em Umuarama

Projeto combate o desperdício e alimenta famílias em vulnerabilidade em Umuarama

Um projeto de combate ao desperdício de alimentos vai atender, nos próximos dias, diversas famílias em situação de vulnerabilidade social, graças a uma parceria com duas redes de supermercados com lojas na cidade. Frutas, verduras e legumes sem valor comercial para os mercados estão sendo recolhidos duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, e processadas para distribuição.

Inicialmente estão sendo atendidas entidades que fornecem refeições prontas à população carente. Em breve os alimentos serão entregues diretamente às famílias. O prefeito Celso Pozzobom e o diretor de Agricultura e Pecuária do município, Vinícius Chimenez, visitaram o projeto na sede do Banco de Alimentos, na manhã desta terça-feira, 23. 

O diretor explicou que os alimentos são classificados, higienizados duas vezes (com solução de hipoclorito de sódio), picados e embalados a vácuo ou em bandejas e depois armazenados no refrigerador ou congelados. “Cada embalagem recebe uma etiqueta com informações básicas sobre o produto, especialmente a data de validade. Para os congelados, a recomendação é consumir em até 30 dias e para embalagem convencional, o prazo é de 10 dias”, detalhou. 

O prefeito Celso Pozzobom conferiu embalagens de batata, beterraba, maçã, algumas folhosas e o processamento de cenoura, realizado por estagiários dos cursos de Tecnologia em Alimentos e de Nutrição da Universidade Paranaense (Unipar) e Universidade Estadual de Maringá (UEM), sob a supervisão da chefe de Divisão de Segurança Alimentar, a nutricionista Huana da Silva Godoi. 

O projeto é muito importante dentro da política de desperdício zero, segundo o prefeito. “Com o apoio dos mercados, doando alimentos que não são mais atrativos aos consumidores devido à aparência, mas que mantém as propriedades e nutrientes, vamos atender mais pessoas em situação vulnerável, ainda mais agora, com a pandemia de coronavírus reduzindo a renda de muitas famílias”, destacou Pozzobom. 

O município já distribui centenas de cestas verdes com uma grande variedade de alimentos in natura, em bairros carentes da cidade, e cestas básicas por meio da Secretaria de Assistência Social e doações de empresas e entidades. “Agora vamos aumentar o leque de alimentos distribuídos e o total de atendidos”, disse o diretor Vinícius Chimenez, agradecendo a parceria dos mercados Cidade Canção e Planalto. 

 

“Queremos expandir o projeto a outros mercados, para aumentar a quantidade e variedade de produtos. O processamento é realizado em ambiente adequado, seguindo às normas sanitárias e de higiene e com uma equipe treinada, que realizou curso de boas práticas na manipulação de alimentos”, completou Huana Godoi.

 
 

Fonte: Portal da Cidade Umuarama

Deixe seu Comentário

Mande seu Alô!

Fale com a Chyrstian FM!

  • Chyrstian 97.3 FM

    Mande seu Alô!